Universo Católico Especial - A Paixão
Home

Navegação
Principal
 Home
 Últimas Notícias
 O Filme
 Opiniões sobre o Filme
 Veja o triller do filme!
 _____________________
 Voltar ao Universo Católico


"A Paixão de Cristo" não suscitou anti-semitismo, demonstra pesquisa   Exibir em PDF  Imprimir  Envia por E-mail 
WASHINGTON DC, 22 Mar. 04 (ACI).- Um recente estudo realizado pelo Institute for Jewish and Community Research demonstrou que 83 por cento das pessoas que viram “A Paixão de Cristo” de Mel Gibson assegura que o filme não lhes suscitou nenhum sentimento de anti-semitismo pela morte de Jesus.

O estudo –dirigido pelo pesquisador judeu Gary Tobin–, foi realizado durante a primeira semana de março com mais de mil entrevistados que assistiram o filme ou que estão familiarizados com o tema.

Dos que já viram “A Paixão”, 80 por cento afirmou que o filme não mudou em nada sua opinião sobre os judeus e 12 por cento explicou que reduziu sua inclinação de culpar os judeus pela crucificação de Cristo.

Tobin manifestou que está surpreso com os resultados da pesquisa embora a produção de Gibson esteja sendo acusada de promover o anti-semitismo, não causou este efeito nos espectadores do filme.

Por outro lado, resultados semelhantes foram publicados por uma pesquisa realizada pelo Fellowship of Christians and Jews, que trabalha para promover as relações entre judeus e cristãos nos Estados Unidos.

A grande maioria dos 2.500 entrevistados afirmou que toda a humanidade é responsável pela morte de Cristo e rejeitou a possibilidade de culpar os judeus por isso.

O Rabino ortodoxo Yechiel Eckstein, que lidera a organização, explicou que os dados são prova de que o público cristão americano deixou de lado a idéia sobre a ‘culpa coletiva” dos judeus pela crucificação de Jesus.

“Eles têm uma compreensão muito mais profunda e afinada da Escritura da qual muitos líderes judeus lhes atribuíram”, afirmou Eckstein.